Segurança para a terceira idade



Ficou estabelecido que 15 de junho é a data em que se discute "O Dia da Conscientização da Violência contra o Idoso".


A terceira idade brasileira deve ficar atenta e sempre se socorrer da polícia e da justiça quando seus direitos forem usurpados. Se não bastassem os maus-tratos de parentes, os idosos têm sido vítimas de um novo tipo de violência: a econômica.


É cada vez maior o número de familiares que se apropriam e usam indevidamente os cartões de aposentadoria, pensão e de crédito dos idosos. Outra prática comum é obrigar o beneficiário do INSS a contrair empréstimos consignados ─ aqueles em que as parcelas da dívida são descontadas direto do benefício.


De acordo com o Estatuto do Idoso, as duas práticas são consideradas crimes. A presidente do Conselho Municipal do Idoso de São Paulo, Irene Cruz Annes da Silva, revela que a cada semana aparecem pelo menos dois idosos com queixas desse tipo contra filhos ou netos. "Isso também é uma violência", diz Irene. Recentemente, um senhor pediu ajuda do conselho, após ter sido vítima da própria filha. "Ela pegou R$ 10 mil em empréstimo consignado sem ele saber, e o prazo de pagamento da dívida só acaba em 2010". Com medo de represálias dos outros filhos, o aposentado escondeu o fato, que só foi descoberto por um outro parente, que desconfiou dos pedidos de dinheiro para comprar pão feitos por ele.


Para não ser vítima dos próprios parentes, aposentados e pensionistas devem tomar medidas preventivas contra o mau uso do seu cartão do INSS. Uma delas é nunca emprestar o cartão de crédito ou do benefício para o parente, a não ser que não seja possível se locomover. Outra sugestão é mandar uma terceira pessoa junto com o familiar para sacar a aposentadoria. Ela dará a garantia que não foi feito mau uso do cartão.


O aposentado deve também procurar o gerente de sua conta bancária e solicitar bloqueio de qualquer empréstimo em seu nome. No caso de filhos ou netos viciados em drogas, a precaução com os cartões magnéticos deve ser redobrada.


Fonte: tudosobreseguranca.com.br


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo